terça-feira, 27 de setembro de 2011

TEVE SHOW DE KAKÁ E CRISTIANO RONALDO!

Os craques brilharam com um gol e uma assitência cada nos 3 a 0 sobre o Ajax. O Bayern fez 2 a 0 no City, e o Manchester United tomou um susto e empatou com o Basel: 3 a 3. E aí, o que achou? Se deu bem no Rei da Liga?

Comenta aqui embaixo!
Fim de mais um dia de jogos da Liga dos Campeões
Veja todos os resultados do dia em: http://on.fb.me/n0EUH4
De: Esporte Interativo

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Futeboal americano de lingerie

Olá, pessoas Ontem assistindo ao reporter fantastico da rede record news e vi uma matéria de futebol americano, mas não era um futebol americano qualquer, e sim, mulheres jogando futebol somente de lingerie, a matéria diz ainda que a audiência é enorme nos dias de jogos das beldades. A apresentadora no final da metéria ainda fez um comentário "de que se os jogos americanos viesse para o Brasil não seria diferente, a audiência iria lá pra cima também. O que uma mulher pensa quando um homem olha para ela e diz: -Nossa que gostosa, ao invés de dizer -Nossa que jogada linda. Mas também mulher que joga somente de lingerie não está querendo ouvir o que acham do seu futebol.Minha opinião.
video

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Uruguaio Forlán é escolhido como o melhor jogador da Copa 2010

O prêmio Bola de Ouro de Melhor Jogador da Copa do Mundo de 2010 na África do Sul foi para o atacante uruguaio Diego Forlán. A escolha foi feita pela imprensa internacional. Forlán teve 23,4% dos votos. Ele terminou a Copa do Mundo entre os artilheiros, com cinco gols.

O meia holandês Wesley Sneijder ficou em segundo e o espanhol David Villa em terceiro. A lista dos dez indicados, divulgada na sexta-feira, não tinha nenhum brasileiro.

Pai de Forlán reafirma sonho de ver o filho no São Paulo

O ex-lateral direito Pablo Forlán, três vezes campeão estadual pelo São Paulo, reafirmou o desejo de que seu filho, Diego Forlán, eleito o melhor jogador da Copa do Mundo da África do Sul, um dia atue pela equipe do Morumbi. O próprio atacante já levantou essa hipótese no início deste ano.
"Ele pode jogar no São Paulo um dia, é o que penso. Seria uma alegria muito grande, para mim, vê-lo no Morumbi. Quando cheguei ao clube, havia uma fila de 13 anos sem títulos. Falei que então nós seríamos campeões, e fomos mesmo", explicou Pablo, em entrevista à Rádio Jovem Pan.
A conquista a que se refere o ex-lateral foi o Campeonato Paulista de 1970, disputado por pontos corridos. Além de lembrar seu primeiro título no São Paulo, Pablo se mostrou muito feliz pela conquista individual de seu filho na África do Sul: o atacante da seleção uruguaia foi eleito o melhor da Copa.
"Ele fez um torneio bom. Nós estamos muito contentes por ele ter sido eleito o melhor do Mundial, também fez gols. Sem dívida, toda a família esta muito feliz por isso e pela campanha da seleção uruguaia", disse o ex-jogador, que viu o filho anotar cinco gols pelo quarto colocado Uruguai.
“O que já disse Diego Forlán” Gostaria de voltar à Argentina, especificamente ao Independiente, que é um clube que amo. “Pelo lado do meu pai, gostaria muito de jogar no São Paulo, o clube que ele defendeu”, disse o atacante do Atlético de Madrid, no início do ano, em entrevista ao site da FIFA. "Mas neste momento estou feliz no Atlético, e com contrato até 2013. Por isso, voltar não é algo em que eu pense no curto prazo".

Fonte-gazetaesportiva.net

Historia do Brasil nas Copas da Fifa

Uruguai 1930 - No Uruguai, em 1930, o Brasil esteve presente para a disputa da 1ª Copa do Mundo de futebol, mas um desentendimento entre times do Estado do Rio de Janeiro e times do Estado de São Paulo, ao preparar a escolha de seus jogadores, fez com que os melhores jogadores não participassem. O Brasil entrou em um triangular com Iugoslávia e Bolívia, e somente o 1º do grupo se classificaria. A [Iugoslávia] venceu o Brasil por 2 gols a 1 e a Bolívia por 4 a 0, e se classificou, eliminando o Brasil.
Itália 1934 - Na Copa do Mundo de 1934, o Brasil foi prejudicado acerca da desordem entre os dirigentes das entidades futebolísticas amadora e profissional. Como foi eliminado ainda na primeira partida, a Seleção Brasileira aproveitou a viagem para fazer dois jogos amistosos. O primeiro em Belgrado, que, perdeu uma disputa para a Seleção da Iugoslávia por 8 x 4 gols. O segundo em Zagreb, por 0 x 0 gols , contra o Gradjanski, uma equipe local.
França 1938 - Na França, a Seleção Brasileira obteve o terceiro lugar, sua melhor colocação até então nas Copas do Mundo. Eliminou a Polônia nas oitavas e a Tchecoslováquia nas quartas, perdeu para a Itália na semifinal e ganhou da Suécia na disputa do 3º lugar. Leônidas da Silva conhecido como Diamante Negro, foi o artilheiro da competição.
Brasil 1950 - Na Copa do Mundo de 1950 o Brasil era tido como favorito ao título. Se classificou em 1º em seu grupo e, no quadrangular final, goleou Suécia e Espanha. Precisava somente de um empate contra o Uruguai para obter o título, porém, o Uruguai venceu o Brasil por 2 x 1 de virada. A partida foi realizada no estádio Maracanã, construído especialmente para a Copa.
Suíça 1954 - Na Copa do Mundo de 1954, o Brasil, pela primeira vez, usou o uniforme com a camisa amarela e o calção azul. Depois da derrota no Mundial de 1950, o uniforme antigo (camisa branca e calção azul usado desde 1919) foi considerado azarado. A Seleção Brasileira estava em um período de entressafra, e a desorganização era tão grande, que os jogadores mal sabiam o regulamento da competição. O Brasil conseguiu se classificar, vencendo o México e empatando com a Iugoslávia, mas nas quartas-de-final enfrentou a poderosa Hungria de Kocsis e Puskas, sensação daquela Copa, e perdeu de 4x2, sendo eliminada.
Suécia 1958 - O primeiro título do Brasil. A seleção ficou em 1º lugar num grupo forte, que tinha Inglaterra, União Soviética e Áustria. Ganhou com dificuldade do País de Gales, que utilizava um esquema fortemente defensivo, nas quartas-de-final. Na semifinal, goleou a França. A final foi disputada no Estádio Råsunda entre Brasil e Suécia. O Brasil perde o sorteio e joga de azul, ambos os times tinham o uniforme nº 1 em amarelo. O Brasil vence por 5 x 2, mesmo placar que aplicara na semifinal. Nesta partida, a seleção tinha jogadores como: Pelé, Vavá, Zito, Mazzolla, Garrincha, Didi, Gilmar, Zagallo, entre outros. Assim o Brasil sagrava-se pela primeira vez Campeão Mundial de Futebol. Marcando para o mundo o surgimento de Edson Arantes do Nascimento, o Pelé.
Chile 1962 - A seleção faz seu bicampeonato nesta Copa. O Brasil se classificou em 1º do grupo. Eliminou a Inglaterra nas quarta-de-final e o Chile na semifinal. Na final, o Brasil venceu a Tchecoslováquia por 3 x 1 gols. Os jogadores Garrincha, Nilton Santos, Zagallo e Vavá foram grandes destaques.
Inglaterra 1966 - Na busca pelo tricampeonato, o Brasil apresentou um time desorganizado e extremamente confuso, chegando a convocar mais de 40 jogadores. A Seleção acabou eliminada ainda na primeira fase, após perder para Portugal por 3 x 1 gols. Partida marcada pelas jogadas violentas contra Pelé.
México 1970 - Brasil e Itália duelaram no estádio de Azteca, México, disputando o título de Primeira Seleção Tricampeã Mundial. Brasil venceu a competição por 4 x 1 gols, conquistando a Taça Jules Rimet. A Seleção Brasileira da época, que, para evitar a repetição do fiasco de 1966, realizou grande preparo físico e organização antes da Copa, foi considerada uma das melhores da História.
Alemanha Ocidental 1974 - Zagallo e sua equipe, agora sem o rei Pelé, tentaram o tetracampeonato com um time muito discutido pela imprensa brasileira. Mas a Seleção não resistiu à inovação colocada em campo pela Laranja Mecânica da Holanda, e acabou em quarto lugar após perder para a Polônia.
Argentina 1978 - A Copa da Argentina é certamente a mais suspeita das copas. O Brasil conquistou o terceiro lugar, invicto, mais empatando do que vencendo. Só não chegou à final por causa da suspeitíssima goleada de 6 a 0 da Argentina contra o Peru. Depois da vitória argentina, torcedores brasileiros foram humilhados e agredidos por torcedores locais: numa agência da Varig, sob ameaça de agressão. Nesta Copa, o técnico Cláudio Coutinho criou uma das jóias do anedotário futebolístico ao afirmar que o Brasil foi o campeão moral da competição, frase que virou motivo de gozação.
Espanha 1982 - A Seleção Brasileira era considerada a melhor equipe do mundo, recheada de craques como Zico, Sócrates e Falcão, comandados por Telê Santana. Mas na partida contra a Itália, Paolo Rossi marca três gols e decreta a tragédia do Sarriá.
México 1986 - Problemas variados atrapalharam o Brasil na Copa de 1986. Várias lesões atrapalharam a formação de um time tão forte quanto o de 1982: Cerezo foi cortado, Zico e Falcão não tinham condições de serem titulares. Renato Gaúcho foi cortado por indisciplina e Leandro o acompanhou, em solidariedade. No desembarque no México, Zico fazia tratamento intensivo para poder se recuperar a tempo de jogar; Júnior e Sócrates não estavam em suas melhores condições físicas. No início da Copa do México, a esperança era de repetir a campanha de 1970. Mas com um futebol burocrático, Zico e companhia ganharam sofrendo os 2 primeiros jogos; jogaram melhor nos outros dois, mas acabaram eliminados nas quartas-de-final pela França de Platini nos pênaltis. Telê Santana ganhava de vez a fama de pé frio.

Itália 1990 - O Brasil havia ganho a Copa América de 1989, após 40 anos sem o título, e havia animação quanto ao possível desempenho do Brasil na Copa. Mas, treinada por Sebastião Lazaroni, a Seleção Brasileira não foi bem. Utilizando pela primeira vez o esquema 3-5-2, o time foi considerado muito defensivo e com um futebol ultrapassado. A Seleção obteve magras vitórias na primeira fase. O confronto entre Brasil e Argentina pelas oitavas de final foi a melhor atuação do time na Copa, porém não foi possível evitar a eliminação. A lesão de Romário e a falta de união do grupo de jogadores foi apontada como a principal causa para a eliminação. Com o ambiente interno dividido por intrigas entre jogadores e comissão técnica, a chamada "Era Dunga" sucumbia.
Estados Unidos 1994 - Após um jejum de 24 anos sem conquista, a equipe brasileira foi para a Copa do Mundo dos Estados Unidos em 1994 desacreditada. Seu técnico, Carlos Alberto Parreira, com fama de turrão, convocou Romário, que era unanimidade nacional, apenas no última partida das eliminatóras na partida decisiva contra o Uruguai no Maracanã, onde Romário marcou duas vezes. A dupla Romário e Bebeto fez grandes apresentações e levaram o Brasil à final. Numa partida sem gols, Brasil e Itália fizeram a primeira final de Copa do Mundo definida por pênaltis. O tetracampeonato veio após Roberto Baggio mandar a bola aos ares e finalizar 3 a 2 .
França 1998 - A Seleção apresentou-se como um bom time, mas havia dúvidas se era forte o suficiente para conquistar o título, pois apresentava deficiências que poderiam ser fatais em algum momento. Após uma difícil semifinal contra a talentosa Holanda, jogo que era considerado por alguns "a final antecipada", parecia que a Seleção conquistaria o penta. Mas a final contra a França foi, talvez, a mais estranha de todas as finais de Copa já realizadas. Ronaldo, o "Fenômeno", então considerado o melhor jogador do mundo, teve problemas até hoje motivos de controvérsia durante a final contra os donos da casa: citaram-se a possibilidade de convulsões, cansaço ou até mesmo uma má atuação proposital. O Brasil foi goleado pela França de Zidane por 3 a 0 em péssima atuação de todo o time, o que gera até hoje comentários de que a Copa poderia ter sido "vendida".
Coréia do Sul/Japão 2002 - O sonho do pentacampeonato veio com uma seleção de jovens talentos. O técnico Luiz Felipe Scolari, famoso pelo seu pulso firme e seriedade, não cedeu à pressão popular e não convocou Romário. Com um futebol pragmático, buscando o resultado, mas sem negar o talento brasileiro, a Seleção de Rivaldo e Ronaldo obteve uma campanha numericamente perfeita: sete vitórias em sete jogos. Ronaldo marca dois gols na final, contra a Alemanha, e espanta o fantasma de quatro anos antes.



Alemanha 2006 - A Seleção Brasileira entrou como natural favorita, devido à campanha da última Copa. Seu ataque era chamado de Quadrado Mágico (Ronaldo, Ronaldinho, Kaká e Adriano). Porém, a seleção não inspirava confiança à todos: havia poucos treinos, farra na concentração e declarações arrogantes. Notava-se, portanto, uma situação inversa à de 2002, onde a seriedade era total. Nos primeiros jogos, o Brasil demonstrava apatia e lentidão em campo, e classificou-se devido à pouca força dos adversários. Os comandados de Carlos Alberto Parreira acabaram caindo novamente diante dos carrascos franceses, liderados por Zidane e Henry. A derrota por um a zero foi decretada com o gol de Thierry Henry.
África do Sul 2010 - A Seleção Brasileira, comandada pelo capitão do tetracampeonato de 1994, Dunga, venceu tudo que disputou antes da Copa do Mundo de 2010: a Copa das Confederações, a Copa América, e ficou em 1º das Eliminatórias. Na Copa, ficou em 1º lugar de seu grupo. Derrotou o Chile nas Oitavas-de-Final, e nas Quartas-de-Final, contra a Holanda, saiu vencendo por 1x0 no primeiro tempo, porém, no segundo, não jogou bem e sofreu a virada por 2x1, sendo, assim, eliminado da Copa Do Mundo.

1930 Primeira fase
1934 Primeira fase
1938 Terceira colocação
1942 Não houve Copa
1946 Não houve Copa
1950 Vice-Campeão
1954 Quartas de final
1958 Campeão
1962 Campeão
1966 Primeira fase
1970 Campeão
1974 Quartas colocação
1978 Terceira colocação
1982 Quartas de final
1986 Quartas de final
1990 Oitavas de final
1994 Campeão
1998 Vice-Campeão
2002 Campeão
2006 Quartas de final
2010 Quartas de final

1º Lugar (ranking da FIFA em 26 de maio de 2010)

Cinco vezes Campeões não é pra qualquer um, por isso somos tão invejados.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Homenagem do Pregador Luo a Kaká

Luca e Carol me iluminam e aquecem como raios de sol
Enriquecem minha vida, inspiram meu futebol
Me direcionam para o gol e creio que sou

O homem que nasceu pra honrar o seu Deus, o seu time, a sua camisa
Ele ama sua pátria, ama sua família, decide a partida, enlouquece a torcida

É o goleador, é o defensor
Joga por amor e entra pra ganhar
Ê ô, isso é Kaká
Seu nome é Kaká, tudo isso é Kaká

Eu nasci pra brilhar, vim aqui pra ganhar
Eu ataco, eu defendo, eu marco, eu arrebento
Louvo a Deus com o meu talento, dentro do campo dou 100%
Eu arranco como o mais rápido, concentrado, sempre ligado
Sou o meio-campista que aterroriza, que é dureza, não ameniza
Tô nessa briga, honro a camisa porque sou guerreiro
Essa é a minha essência, essa é a minha ginga, eu sou brasileiro

Tenho garra e poder de decisão
Sou a Bola de Ouro sou campeão

O homem que nasceu pra honrar o seu Deus, o seu time, a sua camisa
Ele ama sua pátria, ama sua família, decide a partida, enlouquece a torcida

É o goleador, é o defensor
Joga por amor e entra pra ganhar
Ê ô, isso é Kaká
Seu nome é Kaká, tudo isso é Kaká

Veja só que mundo louco, como é a vida
Eu era um moleque pequeno que não crescia
Chorava pra caramba na minha infância
Mas meu potencial de jogo todo mundo via
A mãe em todo treino sempre ouvia
'Dona Simone, o Ricardo tem talento
Só que infelizmente ainda não chegou o tempo'
Mas eu não me rendo, continuava crendo
Acreditei nas coisas que eu nem vi
Pois eu sabia que um dia elas iriam existir
Não me entreguei, em Jesus esperei, superei

Deixei pra trás o meu problema ósseo
Eu sei que teve a mão de Deus nesse negócio
Os anos passaram, muitas bolas rolaram
E eu cresci, os gramados me chamavam e eu tinha de ir
Eram mais um entre tantos que sonhavam em ser Raí
Meu tempo chegou, não vou desperdiçar
Me tornei profissional, contratado do São Paulo

Agora o mundo me quer, minha estrela sentiu
De Sampa pro Milan, homem forte do Milan
Da Itália para a Espanha de forma sensacional
Numero uno del mundo
Detonando no Real
Títulos, glória, realização
Número um do mundo, titular da seleção

O homem que nasceu pra honrar o seu Deus, o seu time, a sua camisa
Ele ama sua pátria, ama sua família, decide a partida, enlouquece a torcida

É o goleador, é o defensor
Joga por amor e entra pra ganhar
Ê ô, isso é Kaká
Seu nome é Kaká, tudo isso é Kaká

Integridade e caráter estampados no rosto
Passou de pai pra filho, é herança do seu Bosco
Meus pais, meus heróis, minha base o meu chão
Quanta lembrança boa junto com o meu irmão
Jogava bola dentro de casa, na sala, em cima de um colchão
Só que a cena era outra dentro da concentração
Encontrei meninos pobres vindos de outros estados
Que ficavam alojados em precárias condições
Várias histórias, muitas situações
Volta e meia eu convidava para ir pra minha casa
Matar fome com um rango que a família preparava
Infelizmente muitos deles não tiveram sucesso
Mas nas minhas orações constantemente eu peço
Pra ficar firme na rocha, jogar bem, representar

Exemplo pra quem quiser se espelhar
Um monte de gols para a molecada se inspirar

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Reflexão

A Pedra

O distraído nela tropeçou.
O bruto a usou como arma.
O empreendedor, usando-a, construiu um lindo caminho.
O camponês, cansado do trabalho, dela fez assento.
Para meninos, foi brinquedo.
Drummond a poetizou.
Já, Davi, matou Golias,
E Michelangelo fez a mais bela escultura.
E em todos esses casos, a diferença não esteve na pedra, mas sim no homem!!!!
Pois não existe ''pedra'' no seu caminho que você não possa aproveitá-la para, seu bem!!!!
Olhe bem para a pedra que está no seu caminho, pense bem com o que vai fazer com as pedras que atiram em você!
Tenho uma sugestão, faça delas degraus concretos e firmes para chegar ao topo e ver seus inimigos lá de cima.

terça-feira, 6 de julho de 2010

ONGs promovem abaixo assinado em prol dos animais

A primeira delegacia de proteção animal do estado de São Paulo surgiu em Campinas e agora é a vez da capital ter uma unidade policial especializada em fazer cumprir as leis existentes em favor dos animais. A iniciativa é do Clube dos Vira-latas e já conta com o apoio do deputado Celso Giglio que encaminhou um pedido oficial ao Governador. Até o dia 30/julho de 2010 a ONG espera registrar 50 mil assinaturas e entregar em mãos ao governador do estado de São Paulo em exercício Alberto Goldman, que está substituindo José Serra por conta da candidatura do mesmo à presidência da república. Acesse e assine: www.cao.com.br